Homem é morto com golpes de faca em distrito e acusado foge a cavalo

O Bemdito | 12/10/2018 10:09

Um homem de 30 anos foi morto a golpes de faca em Vila Rica do Ivaí, distrito de Icaraíma, no final da noite desta quarta-feira (10).

De acordo com a Polícia Militar, a briga entre a vítima e o acusado, aconteceu pouco antes das 23h30. Os dois homens entraram em luta corporal no canteiro central da avenida principal no distrito de Vila Rica.

A discussão que gerou as agressões teria começado em um bar e terminou somente quando David Dolivan Pinto Vicente, de 30 anos, foi esfaqueado. Quando os PMs chegaram ao local, se depararam com o corpo do homem no gramado e acionaram os peritos do Instituto de Criminalística.

Imediatamente o autor foi identificado e uma incursão à sua residência foi realizada pelos policiais. No endereço, eles descobriram que o acusado teria fugido a cavalo.

Uma mulher de 25 anos, filha do acusado, assistiu a briga e a morte de David. Ela não soube dizer aos policiais o que teria gerado a discussão no bar, mas relatou que eles tinham uma rixa há anos, quando moravam em Querência do Norte. “Há cerca de 3 anos, David se mudou para o distrito de Vila Rica”, comentou um dos policiais militares.

O acusado, que não teve sua identidade revelada, é considerado foragido. O caso foi comunicado à Polícia Civil de Icaraíma.

A esposa de David esteve no IML de Umuarama para fazer a identificação. Ela disse a OBemdito que estava em casa aguardando o esposo voltar quando ficou sabendo do crime. "Eu escutei um cachorro latindo e duas pessoas conversando na rua. Um falava para o outro: eu conto ou você conta. Saí e um rapaz disse que meu marido estava caído. Fui correndo lá ver e ele estava morto já", informou.

David teria tentado correr para longe do agressor logo após receber a facada, mas caiu já desfalecido.

Ela confidenciou que antes de morrer o marido teria pedido para pessoas que estavam próximas que cuidassem bem de seus filhos. Ele deixa duas meninas, de 2 meses e outra de 2 anos e meio - do casamento com Marlene - e um menino de 11 anos de outro relacionamento.

ENQUETE

Sem enquetes no momento

Desenvolvido por DocStart