A cada 20 horas, uma criança morre vítima de acidente no Paraná

Bem Paraná | 11/10/2018 17:32

Nesta sexta-feira (12) é o Dia das Crianças. E além das comemorações, a data também deve servir para conscientizar sobre os cuidados com as crianças. Segundo informações do Datasus, uma espécie de banco de dados do Ministério da Saúde, a cada 20 horas e 30 minutos, em média, uma criança morre no Paraná vítima de acidentes. 

Entre 1996 e 2016 (último ano com dados disponíveis) foram 8.970 óbitos no estado por conta de acidentes, hoje a principal causa de morte de crianças de um a 14 anos. No último ano foram 236 óbitos, o menor número da série histórica – em 1996 e 1997, por exemplo, chegaram a ser registradas 663 e 637 mortes.

A principal causa de morte de crianças no Paraná são os acidentes de trânsito, responsáveis por 44,5% das mortes no estado nesses 21 anos (total de 3.995 óbitos). Em seguida aparecem os casos de sufocação (23%), afogamento (18,2%), arma de fogo (7,1%), queimaduras (3,8%), quedas (3,1%) e intoxicação (0,2%).

Inclusive, dados da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, chamam a atenção para um cenário preocupante sobre acidentes envolvendo os pequenos. No ano passado, foram 3.834 vítimas indenizadas, na faixa etária de 0 a 7 anos, em todo o país. Desse total, 72% passaram a conviver com algum tipo de invalidez permanente (aproximadamente 2,8 mil crianças). Outras 752 indenizações foram pagas para casos fatais. A maior incidência são os atropelamentos, com mais de 2,4 mil vítimas pedestres (63% do total).

Mesmo feriado do ano passado terminou com oito óbitos e 126 feridos nas BRs
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) lançou à zero hora desta quinta (11) a Operação Nossa Senhora Aparecida em todo o país. Com quatro dias de duração, a operação da PRF termina no final da noite de domingo. Serão quatro dias de operação.

No feriado do ano passado, em cinco dias de operação, oito pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais do estado. Outras 126 ficaram feridas. A PRF atendeu 163 acidentes.

Os horários de maior movimento devem se concentrar no final da tarde e início da noite de hoje e na manhã de amanhã e na tarde e noite de domingo. Entre os focos da atuação dos policiais rodoviários federais estão o combate à embriaguez ao volante, o controle de velocidade com radares portáteis e a fiscalização de ultrapassagens proibidas.

ENQUETE

Sem enquetes no momento

Desenvolvido por DocStart