Senegalês assassinado em Cascavel é sepultado em seu país natal

Catve | 02/08/2018 14:58

Foi sepultado na quarta-feira (1º), em Senegal, Fallou Ndack, que foi assassinado a facadas no último dia 24, na Avenida Brasil, região central de Cascavel. O enterro aconteceu por volta das 10h do horário brasileiro.

De acordo com a Embaixada Solidária de Toledo, que providenciou o transporte do corpo a Senegal, o valor arrecadado, além de ser suficiente para realizar o translado, possibilitou o envio de uma ajuda de custo à esposa e aos filhos do imigrante.

Inicialmente, a Embaixada acreditava que o transporte poderia demorar muito mais que o esperado, já que, até o início da semana, pouco mais de 50% dos R$ 20 mil necessários para o translado havia sido arrecadado. No entanto, com ajuda de empresários locais e doações vindas de outros estados do Brasil, o valor foi ultrapassado.

Fallou morava no Brasil a quatro anos e era vendedor ambulante. Ele veio ao país para tentar uma vida melhor e assim conseguir sustentar a família que deixou no país de origem. Aos 33 anos, o imigrante deixou esposa e três filhos.

ENQUETE

Qual sua expectativa com o governo do presidente Jair Bolsonaro?

Desenvolvido por DocStart