Sesau nega negligência e afirma que morte de jovem foi "episódio incomum"

Catve | 06/04/2018 17:56

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde afirmou que a morte do jovem Matheus Amâncio, de 21 anos, na noite de quinta-feira (5), foi um "episódio incomum" e que "merece investigação aprofundada". Matheus morreu dentro de uma ambulância do Samu, enquanto aguardava internamento no Hospital Universitário

De acordo com a Secetaria, o rapaz foi atendido na UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do Jardim Veneza e queixava-se de dores na perna direita, sem apresentar outros sintomas.

"Foram realizados exames laboratoriais e, os resultados recomendaram a permanência do paciente em observação, ainda sem diagnóstico definido", esclarece a Secretaria, em nota.

Poucas horas após ser atendido, Matheus apresentou uma piora em seu quadro e transferido ao Hospital Universitário, mas morreu antes mesmo de ser internado, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

O Município negou que houve negligência na morte do jovem. "Dentro das condições e recursos disponíveis na UPA, toda a atenção foi dada e exames realizados na busca de um diagnóstico. Em nenhum momento houve negligência ou demora no atendimento", ressaltou a Secretaria.

ENQUETE

Aborto em caso de Microcefalia: Você Faria?

Desenvolvido por DocStart