Homem vende CNH falsa em grupos do Facebook na região

Catve | 13/03/2018 15:15

O golpe é antigo, mas ainda desperta interesse de muitas pessoas que procuram facilidades para conseguir documentos. Num grupo de compra e venda pela internet, uma pessoa oferece carteiras de motorista para quem pagar R$ 1 mil, mas se pagar a vista, o negócio saí por R$ 600. 

É só depositar o dinheiro e enviar os dados e receber a CNH em 24 horas pelo Correio, diz o vendedor em uma conversa com uma produtora da CATVE. Ele afirma que o documento é quente e é produzido no próprio Detran. 

O rapaz chega a passar o número da conta e determina um horário para depósito. 

Depois de 45 aulas teóricas e 25 aulas práticas ainda, é preciso marcar e realizar as provas no Detran, agora tudo informatizado. Segundo a Chefe da Ciretran de Cascavel, não existe outra maneira de conseguir uma CNH legítima, qualquer outra forma oferecida é golpe. 

Além de adquirir um documento falso, quem compra também está cometendo um crime.

Segundo o Delegado responsável pelo setor de combate ao estelionato de Cascavel, o comprador pode ser responsabilizado por receptação ou uso de documento falso. Já quem vende por estelionato ou falsificação de documento.

ENQUETE

Como será o desempenho do Brasil na Copa do Mundo?

Desenvolvido por DocStart