Continua a lenta queda dos preços da soja, milho e trigo

Massa News | 15/03/2017 15:49

Os novos números da safra mundial das três commodities não deixam dúvidas: aumento da produção e do estoque final na safra 2016/17, ano comercial 2017. A produção e o estoque de trigo para 751 e 250 milhões de toneladas, da soja para 341 e 83 milhões de toneladas e do milho para 1.048 e 221 milhões de toneladas. São números elevados, comparativamente a média das últimas três safras.

No Brasil, a CONAB elevou a produção de soja e milho para 108 e 89 milhões de toneladas. No entanto existem estimativas de mercado que apontam a safra de soja mais próxima de 110 milhões de toneladas e a de milho superior a 95 milhões de toneladas. A área plantada e a produção de trigo serão menores do que os números verificados na safra 2016, em função dos baixos preços recebidos pelos produtores na comercialização, inferiores aos preços mínimos, mas também sem comprometer o abastecimento, metade efetuado com o produto importado.

Para a safra americana 2017/18, os primeiros levantamentos apontam aumento da área plantada de soja e queda nas de milho e trigo, no entanto sem provocar redução significativa nos estoque mundial destes produtos no ano comercial de 2018.

Os preços internacionais e internos dos três produtos estão em queda lenta e nada indica mudança de direção em curto prazo. Quem fez a comercialização antecipada, a preços mais elevados, ganhou dinheiro. Quem não fez paciência e vendas em pequenos lotes é a melhor estratégia, aproveitando as pequenas elevações de preços que ocorrem com o passar do tempo.

Duas boas notícias: os preços dos alimentos estão puxando a inflação para baixo e a queda mais acentuada da taxa básica de juros no Brasil e o aumento nos Estados Unidos explicam os leves aumentos que estão ocorrendo na taxa de câmbio, para o intervalo entre R$ 3,10 a R$3,20, mas ficando abaixo da taxa considerada de equilíbrio.

ENQUETE

Aborto em caso de Microcefalia: Você Faria?

Desenvolvido por DocStart