Adapar alerta para foco de raiva na região

Massa News | 10/03/2017 13:26

Fiscais da unidade da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), de Santa Helena, constataram um caso de raiva em um equino, em uma propriedade rural de São José das Palmeiras. De acordo com a veterinária da unidade da Adapar local, Raquel Maia, o animal apresentou comportamento agressivo e em seguida morreu.

O produtor chamou um veterinário, que fez e necropsia do animal, colheu o cérebro e medula para exame laboratorial, quando houve a suspeita da doença. Neste caso, é obrigatória a comunicação a autoridade de saúde animal.

Raiva

A Raiva é uma doença que pode acometer todos os mamíferos, inclusive o homem. Trata-se de uma doença aguda, letal. O vírus da raiva possui como reservatórios os morcegos, gambás, lobos e raposas, entre outras espécies. A principal forma de transmissão do vírus aos cavalos, por exemplo, ocorre por meio de mordidas de animais silvestres. A doença pode assumir a forma agressiva ou silenciosa, sendo esta última a mais frequente nesta espécie.

Não existe tratamento para a raiva.  Todas as pessoas que tiverem contato direto com animal suspeito ou suas secreções orais devem procurar o serviço de saúde.

Prevenção

A veterinária Raquel explica que a forma mais eficaz de prevenção é a vacinação dos animais sadios. A vacinação é obrigatória, e os produtores notificados devem procurar o quanto antes uma casa agropecuária para adquirir a vacina e comprovar a vacinação através da declaração feita pelo médico veterinário.

ENQUETE

Aborto em caso de Microcefalia: Você Faria?

Desenvolvido por DocStart